Disciplina
Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Geografia
 
Disciplina: FLG0117 - Teoria Geográfica do Espaço

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 2
Tipo: Semestral

Objetivos
1. uma aproximação metodológica e teórica ao estudo das representações espaciais, enquanto representações cartográficas geográficas.
2. sintetizar elementos das relações entre processos e estruturas espaciais na análise dos espaços de catástrofes: da morfodinâmica dos elementos físicos e naturais às transformações sócio-econômicas espaciais.
3. estudar o significado da inversão metodológica e teórica do suporte lógico-espacial, no âmbito da ciência do espaço, em produção do espaço para os estudos geográficos.
4. através da produção do espaço configurar a concepção de uma crítica à economia política do espaço.
 
Programa Resumido
Itens sintetizadores
1. Espaço e modo de produção (a formação socioespacial/ o espaço como produçào csocial/ o espaço como força produtiva)
2. A economia política do espaço ( estratégias econômicas políticas e socias na produçào do espaço)
3. Representações cartográficas geográficas a partir da categoria de produção de espaço.
4. Desenvolvimento desigual e produção de escalas geográficas.
5.Forma espacial e morfologia social (incluindo as formas físico-naturais implicadas).
6. O processo de valorização do espaço
7. Territórios e redes
8. Do espaço de consumo ao consumo do espaço.
9. Espaço e Estado: políticas de espaço.
 
Programa
Sob o pressuposto de que a lógica da mercadoria ( síntese: valor de uso e valor de troca) produz um espaço social de usos (funções) e um espaço abstrato de expropriações, é necessário considerar:
1. que a espacialidade do processo social, sob o enfoque do desenvolvimento das forças produtivas em seus diferentes níveis, exige pensar o espaço nas suas múltiplas dimensões (físico, mental, social), como condição, como meio de produção e de reprodução da sociedade;
2. que o processo de valorização desencadeia mecanismos de socialização contraditória que rompem os processos ecologicamente regeneradores, responsáveis pela sustentação da vida na Terra;
3. que a valorização do espaço é também desvalorização porque os espaços se implicam mutuamente;
4. que a qualidade da relação espaço-tempo na modernidade rompe os nexos da vida cotidiana e o nível de civilização associado à cidade com a separação/fragmentação do viver e do vivido.
 
Avaliação
 
      Método
      Aulas expositivas, seminários e análises de textos.
 
      Critério
      A avaliação será feita com base no conjunto das atividades realizadas.
 
      Norma de Recuperação
      Trabalho e/ou avaliação individual
 
Bibliografia
AURIAC, F e ROGER, org, Espaces, jeux et enjeu, Paris, Fayard, 1986
GEORGE, Pierre. Sociología y Geografía. Barcelona: Península, 1974, 2.ª edição.
GOTTDIENER,Mark. A Produção Social do Espaço Urbano. São Paulo: EDUSP, 1993.
HARVEY, David. Los Límites del Capitalismo y la Teoría Marxista. México: Fondo de Cultura Económica, 1990.
HARVEY, David. A Produção Capitalista do Espaço. São Paulo: Anablume, 2005.
LEFEBVRE, Henri. La Production de l’Espace. Paris: Anthropos, 2000, 4.ª edição.
LEVY, J. LUSSAULT, M. Logiques de L’espace: esprit des lieux, Géographes à Cerisy, Belin, paris, 2000.
SANTOS, Milton, Por uma Geografia Nova São Paulo: Hucitec, 1978.
SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço. Técnica e tempo. Razão e emoção. São Paulo: Hucitec, 1996.
SMITH, Neil. Desenvolvimento Desigual. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1988.
SOJA, Edward. Geografias Pós-Modernas - A Reafirmação do Espaço na Teoria Social Crítica. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1993.
 
Requisitos
Disciplina Requisito
FLG0356 Biogeografia
FLG0560 Geografia Urbana I

Clique para consultar o oferecimento para FLG0117.

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP