Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Educação
 
Filosofia da Educ e Ciências da Educ
 
Disciplina: EDF0289 - Introdução aos Estudos da Educação: Enfoque Sociológico
Introduction to the Study of Education: Sociological Approach

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 20 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2014 Desativação:

Objetivos
Propiciar ao aluno um espaço de reflexão em torno dos aspectos sociais da educação na sociedade contemporânea, com ênfase na escola como grupo social;
Examinar aspectos sociológicos das práticas escolares privilegiando as relações de poder, conflito e os conteúdos culturais do processo de ensino e aprendizagem;
Analisar as interações entre a educação escolar e as outras formas educativas presentes na sociedade atual enquanto modalidades de educação não formal ou sistemática;
Traçar um panorama da educação escolar brasileira nas últimas décadas, examinando as conseqüências dos processos de expansão das oportunidades escolares no âmbito do sistema público de ensino.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2084300 - Elie George Guimaraes Ghanem Junior
2197032 - Fabiana Augusta Alves Jardim
854563 - Flavia Ines Schilling
5729040 - Kimi Aparecida Tomizaki
1199780 - Maria da Graca Jacintho Setton
77462 - Marilia Pontes Esposito
 
Programa Resumido
A disciplina examina a educação na dimensão da socialização, processo que oferece elementos fundamentais para compreensão da especificidade da ação da escola ao lado de outras instituições educativas - família, mídia, sistemas religiosos, grupos de pares - presentes na formação dos indivíduos na sociedade contemporânea. As principais mudanças da educação escolar brasileira nas últimas décadas serão examinadas tendo em vista uma melhor compreensão dos processos de sua democratização e de seus limites, uma vez que a universalização do acesso à cultura escolar ainda não ocorreu em nosso território. Esses temas serão examinados a partir de situações e de problemas que mobilizem o interesse dos alunos, de modo a examinar possibilidades mais adequadas de intervenção no âmbito da ação docente.
 
 
 
Programa
I – A educação como processo social
1. Socialização
2. Instituições socializadoras na contemporaneidade: família, escola, mídia e grupos de pares
3. Educação, conflito e poder
4. As formas educativas da sociedade contemporânea

II – O estudo sociológico da escola
1. Conteúdos culturais do processo educativo
2. Elementos burocráticos dos sistemas escolares
3. A escola na perspectiva das interações de seus diversos atores: professores, funcionários e alunos

III – Temas da educação escolar brasileira
1. A democratização da escola pública
2. Escola e desigualdades sociais
3. Escola, direitos humanos e democracia
4. O trabalho docente
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas, trabalhos em grupos, seminários e debates
Critério
Conforme as normas da Universidade, serão aprovados os alunos que tiverem ao menos 70% de frequência e resultados de ao menos 50% nas avaliações.
Norma de Recuperação
De acordo com o calendário do semestre.
 
Bibliografia
     
ARAUJO, K.; MARTUCCELLI, D. La individuación y el trabajo de los individuos. Educação e Pesquisa, vol. 36, n. especial, p. 77-91, 2010.
BARBERO, Jésus e REY, German. Os exercícios do ver. São Paulo: Editora Senac, 2001
BEISIEGEL, Celso Rui. BEISEIGEL, C. R.A qualidade do ensino na escola pública. Brasília: Liber Livro Editora, 2005.
____. Educação e Sociedade no Brasil após 1930 in NAÉCIA, GILDA (ORG). Celso de Rui Beisiegel. Professor, administrador e pesquisador. São Paulo, EDUSP, 2009.
BENEVIDES, Maria Victoria. Cidadania e Direitos Humanos. Cadernos de Pesquisa – Fundação Carlos Chagas. São Paulo, n.104, julho de 1998.
CÂNDIDO, Antônio. A estrutura da escola. In: PEREIRA, Luiz, FORACCHI, Marialice M. Educação e sociedade: leituras de sociologia da educação. São Paulo: Nacional, 1964.
CHARLOT, Bernard. Da relação com o saber: elementos para uma teoria. Tradução de Bruno Magne. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.
DUBET, François. A formação dos indivíduos: a desinstitucionalização. Revista Contemporaneidade e Educação, número 3, março de 1998.
___. O que é uma escola justa? A escola das oportunidades. São Paulo: Cortez, 2008.
___. Repensar lajusticia social: contra el mito de laigualdad de oportunidades. Buenos Aires: SigloVeintiuno, 2012.
___. Mutações cruzadas: a cidadania e a escola. Revista Brasileira de Educação, v. 16, nº 47, maio-agosto, 2011, p.289-305.
DURKHEIM, Émile. Educação e Sociologia. São Paulo, Melhoramentos, 1972.
___. A educação Moral. Petrópolis: Vozes, 2008.
FORACCHI & MARTINS (orgs.). Sociologia e sociedade, SP, Livros Técnicos e Científicos, 1975.
FORQUIN, Jean-Claude. Escola e cultura. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993.
FOUCAULT, Michel. “Os corpos dóceis. Recursos para um bom adestramento.”Vigiar e Punir. Petrópolis, Vozes, 1984.
GHANEM, Elie. Educação escolar e democracia no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica; Ação Educativa, 2004.
JARDIM, Fabiana A. A. Chaves inúteis? Transformações nas culturas do trabalho e do emprego da perspectiva de experiências juvenis de desemprego por desalento. Estudos de Sociologia, v.16, nº 31, 2011, p.493-510.
MARCÍLIO, Maria Luiza. A lenta construção dos direitos das crianças brasileira. Século XX. Revista USP. Dossiê Direitos Humanos no Limiar do século XXI. São Paulo, USP, n.37, 1998.
MARSHALL, T.H. Cidadania, Classe Social e Status. Rio de Janeiro, Zahar Editores, 1967.
MARTINS, José de Souza.A aparição do demônio na fábrica: origens sociais do eu dividido. São Paulo: Editora 34, 2008.
___. A arqueologia da memória social: autobiografia de um moleque de fábrica. São Paulo: Ateliê Editorial, 2011.
NÓVOA, Antonio. Para o estudo sócio-histórico da gênese e desenvolvimento da profissão docente. Teoria & Educação, n. 4, 1991.
______. Relação escola-sociedade: “novas respostas para um velho problema”. In VOLPATO, Raquel e outros. Formação de professores. São Paulo: Ed. UNESP, 1996.
SETTON, Maria da Graça. A particularidade do processo de socialização contemporâneo. Tempo Social. Revista de sociologia da USP, volume 17, n. 2, novembro de 2005.
SCHILLING, Flávia. Sociedade da insegurança e violência na escola. São Paulo: Ed. Moderna, 2004.
SCHILLING, Flávia (org.) Direitos Humanos e Educação: outras palavras, outras práticas. São Paulo, Cortez/FEUSP/PRPUSP, 2005.
SPOSITO, Marilia Pontes e GALVÃO, Izabel. A experiência e as percepções de jovens na vida escolar na encruzilhada das aprendizagens: o conhecimento, a indisciplina, a violência. Revista Perspectiva. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis: Editora da UFSC, volume 22, n.2, 2004.SPOSITO, Marilia P. Uma perspectiva não escolar no estudo sociológico da escola. In: PAIXÃO, L. P.; ZAGO, Nadir (Orgs.). Sociologia da educação: pesquisa e realidade brasileira. Petrópolis: Vozes, 2007.
 

Clique para consultar os requisitos para EDF0289

Clique para consultar o oferecimento para EDF0289

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP