Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Educação
 
Filosofia da Educ e Ciências da Educ
 
Disciplina: EDF0290 - Teorias do desenvolvimento, Práticas Escolares e Processos de Subjetivação
Developmental theories, school practices and subjectivity processes

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h ( Estágio: 30 h , Práticas como Componentes Curriculares = 20 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2016 Desativação:

Objetivos
Tendo em vista os principais desafios concretos do trabalho docente na atualidade, a disciplina devota-se, num primeiro plano, a dar a conhecer o legado discursivo das principais teorias psicológicas acerca do desenvolvimento e da aprendizagem humanas, para, em seguida, oferecer uma perspectivação crítica de tal legado, com o apoio de outro conjunto de ideias derivadas do pensamento foucaultiano. O intuito principal da disciplina consiste, assim, em sedimentar um solo analítico capaz de problematizar as racionalidades de matriz psicológica vigentes nas práticas escolares contemporâneas, bem como seus efeitos sobre os modos de subjetivação de e entre seus protagonistas.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
420392 - Ana Laura Godinho Lima
595446 - Cintya Regina Ribeiro
95192 - Julio Roberto Groppa Aquino
 
Programa Resumido
A disciplina, na perspectiva aqui adotada, visa propiciar a difusão e, ao mesmo tempo, uma análise crítica de algumas tendências teóricas prevalentes no campo da Psicologia da Educação e, em particular, daquelas de acento desenvolvimentista. Entendendo que a descrição das características do desenvolvimento cognitivo, social, afetivo e físico de crianças e pré-adolescentes consiste em um empreendimento socio-histórico sujeito a apropriações de múltiplas ordens, a disciplina debruça-se sobre o aporte epistemológico das teorias do desenvolvimento e da aprendizagem, de modo a analisar seus fundamentos e, igualmente, suas possíveis repercussões no cotidiano escolar contemporâneo. A realização do estágio na disciplina, por sua vez, tem a finalidade de proporcionar ao licenciando a oportunidade de realizar um exame das complexas relações entre educação e psicologia operando nas práticas educacionais concretas. Constituído como atividade investigativa sobre o cotidiano escolar, o estágio visa à análise de experiências formativas de alunos regularmente matriculados na rede pública ou privada de ensino. Tal investigação baseia-se nas seguintes ações: realização, transcrição e análise de entrevistas com alunos ou coleta e análise de modelos dos documentos que efetuam o registro de informações sobre os mesmos. O trabalho de supervisão docente prevê orientações específicas relativas aos aspectos técnicos e éticos envolvidos no trabalho tanto com os depoimentos quanto com as fontes documentais.
 
 
 
Programa
• Psicologia e educação: aproximações entre a ciência do indivíduo e a instituição escolar
• Teorias do desenvolvimento e aprendizagem: fundamentos, condições de emergência e implicações educacionais
• A educação na perspectiva foucaultiana
• As políticas de pensamento e o governo do eu
• Práticas educacionais e processos de subjetivação contemporâneos
 
 
 
Avaliação
     
Método
• Trabalhos escritos e outras atividades programadas
• Trabalhos de conclusão da disciplina individuais, em dupla ou em grupo
• Elaboração de relatório de estágio
Critério
• Análise de produção escrita tendo em vista apreender a qualidade de articulação entre o domínio teórico-metodológico e as questões emergentes nas práticas escolares cotidianas.
Norma de Recuperação
• Revisão/aprofundamento do trabalho de conclusão individual e/ou do relatório de estágio
 
Bibliografia
     
AQUINO, J. G. Da autoridade pedagógica à amizade intelectual: uma plataforma para o éthos docente. São Paulo: Cortez, 2014.
CUNHA, M. V. Psicologia da Educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.
FOUCAULT, M. Genealogia da ética, subjetividade, sexualidade. Ditos & Escritos IX. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2014.
––––––. A ordem do discurso. 2ª. ed.,São Paulo: Loyola, 2010.
––––––. Ética, sexualidade, política. Ditos & escritos V. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004.
––––––. Estratégia, poder-saber. Ditos & escritos IV. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2003.
______. Arqueologia das ciências e história dos sistemas de pensamento. Ditos & escritos II. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000a.
______. Problematização do sujeito: psicologia, psiquiatria e psicanálise. Ditos & escritos I. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000b.
______. A verdade e as formas jurídicas. Rio de Janeiro: Nau, 1996.
______. Vigiar e punir: o nascimento da prisão. Petrópolis: Vozes, 1987.
______. História da sexualidade I: a vontade de saber. 7.ed. Rio de Janeiro: Graal, 1985.
GOUVÊA, Maria Cristina; GERKEN, Carlos Henrique de Souza. Desenvolvimento humano: história, conceitos e polêmicas. São Paulo: Cortez, 2010.
MASSCHELEIN, J.; SIMONS, M. Em defesa da escola: uma questão pública. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.
NARDI, H.C.; SILVA, R.N. A emergência de um saber psicológico e as políticas de individualização. Educação & Realidade, v.29, n.1, 2004, p.187-197.
PETERS, M. A.; BESLEY, T. (Orgs.). Por que Foucault? Novas diretrizes para a pesquisa educacional. São Paulo: Artmed, 2008.
PIAGET, J. Problemas de Psicologia Genética. São Paulo: Abril, 1978.
______. Seis estudos de psicologia. 25.ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2014.
ROSE, N. Inventando nossos selfs: psicologia, poder e subjetividade. Petrópolis: Vozes, 2011.
ROSE, Nikolas. The gaze of the psychologist. In: ______. Governing the soul: the shapping of the private self. London: Free Association Books, 1999.
SILVA, T. T. (Org.) Liberdades reguladas: a pedagogia construtivista e outras formas de governo do eu. Petrópolis: Vozes, 1998.
______. (Org.) O sujeito da educação. Petrópolis: Vozes, 1994.
TAILLE, Y.; OLIVEIRA, M. K.; DANTAS, H. Piaget, Vygotsky, Wallon: teorias psicogenéticas em discussão. São Paulo: Summus, 1992.
VARELA, J. Categorias espaço-temporais e socialização escolar: do individualismo ao narcisismo. In: COSTA, M. V. (Org.). Escola básica na virada do século. São Paulo: Cortez, 1999, p.73-106.
VEIGA-NETO, A. Foucault & a educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.
VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 2003.
______. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2000.
 

Clique para consultar os requisitos para EDF0290

Clique para consultar o oferecimento para EDF0290

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP