Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Educação
 
Filosofia da Educ e Ciências da Educ
 
Disciplina: EDF0296 - Psicologia da Educação : Uma Abordagem Psicossocial do Cotidiano Escolar
Educational Psychology: a Psychosocial Approach to School Life

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h ( Estágio: 30 h , Práticas como Componentes Curriculares = 20 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2016

Objetivos
a) a) Apresentar e discutir criticamente as aproximações entre a Psicologia e a Educação Escolar, particularmente no âmbito da educação brasileira e da formação de professores.
b) b) Apresentar os fundamentos da psicologia da educação e da psicologia escolar crítica, suas contribuições para o entendimento das relações professor-aluno, como lócus privilegiado no entendimento dos processos de desenvolvimento psicológico e da aprendizagem no contexto das instituições escolares e de seu cotidiano.
c) Apresentar e discutir algumas das principais questões do cotidiano escolar, enfatizando as matizes sociais e institucionais na constituição das práticas e processos escolares e seus resultados.
d) Apresentar noções elementares da pesquisa que toma a escola como objeto de estudo bem como fornecer bases conceituais e práticas sobre as técnicas de observação e entrevista e seus registros, tomados como instrumentos formativos para a prática pedagógica e pesquisa educacional.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
53712 - Denise Trento Rebello de Souza
93593 - Sandra Maria Sawaya
 
Programa Resumido
A Psicologia constituiu-se historicamente como uma das ciências nas quais a Educação mais busca suporte para entender e intervir nas questões escolares. Essa contribuição se deu, em diversos momentos, a partir de uma transposição simplificada e reducionista sobre os fenômenos que se desenvolvem no cotidiano escolar. As críticas a essas apropriações, já feitas no âmbito da própria Psicologia, são tratadas no curso. Além disso, são apresentadas as principais teorias psicológicas, sua presença na educação na atualidade e no entendimento do processo de desenvolvimento psicológico dos alunos, da sua aprendizagem e das práticas e processos escolares. Para tanto, vale-se do trabalho de alguns autores que têm contribuído para a construção de referenciais teóricos que levam em consideração a natureza complexa e multideterminada dos processos de ensino e aprendizagem, da natureza das relações interpessoais e dos fenômenos psicossociais que se desenvolvem no dia-a-dia das escolas.
 
 
 
Programa
1. Psicologia e Educação: o conhecimento psicológico e o processo de escolarização.a. Breve histórico da Psicologia da Educação e da Psicologia Escolar, incluindo seus modelos de atuação junto à educação escolar.
b. Relações interpessoais, formação de identidade e desempenho escolar.
2. Psicologia e Educação escolar: professor e aluno como principais protagonistas do processo de escolarização.
a. Alguns conceitos básicos das teorias psicológicas do desenvolvimento humano.
b. O processo de ensino aprendizagem e a relação professor-aluno.
c. As explicações tradicionais sobre as causas do baixo desempenho escolar: uma revisão histórica e crítica.
d. Mitos sobre as causas das dificuldades escolares.
3. Novas contribuições da Psicologia à Educação: o cotidiano escolar como dimensão de análise das práticas e processos educacionais.
a. Vida cotidiana: por que construir um outro objeto de estudo?
b. Preconceitos e estereótipos sociais e sua presença na vida escolar cotidiana.
c. Alguns temas centrais da escola contemporânea violência, disciplina, preconceitos, autoridade docente, autonomia discente.
d. Contribuições dos estudos etnográficos para a compreensão da escola, suas práticas e processos.
4. A Psicologia e a formação contínua do professor: repensando as estratégias tradicionais de formação contínua e as novas tendências.
a. Estratégias tradicionais e novas tendências.
b. O aperfeiçoamento de professores: questão individual ou institucional?
 
 
 
Avaliação
     
Método
aulas expositivas, discussão em pequenos grupos e seminários.
Atividades : Os alunos elaboram individualmente ou em duplas, um projeto de estágio a partir da definição de um tema central (por exemplo: autoridade docente). Esse projeto segue em linhas gerais os moldes de um projeto de iniciação científica: definição de questão orientadora, hipóteses, procedimentos e instrumentos, revisão de literatura, cronograma. Sugere-se que os projetos incluam entrevistas e observações, por serem instrumentos importantes na formação de professores e na pesquisa sobre a escola e seus processos educacionais. Porém, os alunos podem valer-se de outros instrumentos, caso seja necessário, para a realização de seu projeto de estágio (por exemplo: análise de documentos, questionário, etc )
Objetivos:
1. Propiciar ao aluno a oportunidade de estabelecer contato com escolas, educadores, alunos, preferencialmente das redes públicas.
2. Criar condições para que o aluno consiga elaborar reflexão final na qual possa articular a discussão desencadeada a partir do projeto de estágio aos conteúdos abordados ao longo do curso (aulas expositivas, leituras e discussões em sala de aula).
3. Oferecer noções sobre técnicas de entrevista e observação na pesquisa educacional.
4.Dar oportunidade aos alunos de conhecer a versão da escola, dos alunos, da equipe de direção, mediante entrevistas, observação em sala de aula, frequência a reunião de professores e conselhos de classe sobre as principais questões da educação e as soluções que têm buscado: fracasso escolar, indisciplina e violência na escola.
Atividades desenvolvidas pelo docente: Preparação de aulas expositivas com orientações gerais sobre diferentes tipos usos e finalidades da técnica de entrevistas e observação, problemas enfrentados e estratégias de enfrentamento etc. Supervisão e orientação na elaboração dos projetos de estágio e dos roteiros de entrevistas (elaborados pelos alunos individualmente ou em duplas) e no trabalho de transcrição e análise do material obtido. Orientação na escolha de bibliografia complementar específica para análise dos temas de seus projetos de estágios.
Critério
relatório de estágio e trabalhos individuais e em grupo em sala de aula
Norma de Recuperação
 
Bibliografia
     
ANGELUCCI, C. B. et al. O estado da arte da pesquisa sobre o fracasso escolar (1991-2002): um estudo introdutório. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.30, n.1, p.51-72, jan./abr. 2004.
AZANHA, José Mario Pires. Comentários sobre a formação de professores em São Paulo. In: Formação de Professores. Unesp, 1994.
_____________________. Educação:Temas polêmicos, São Paulo:Martins Fontes, 1995
CANDAU, V.M. F. Formação continuada de professores: tendências atuais. In: Reali, A. M.M.R. e Mizukami, M.G. N. (orgs) Formação de Professores: tendências atuais. São Carlos (SP): Edufscar, 1996.
AMARAL, D. Histórias de (re)provação escolar: vinte e cinco anos depois. Dissertação de mestrado, FEUSP, 2010. Cap.III Vinte e cinco anos depois: histórias revisitadas. p. 68-127
FERRARO, A.R. Escolarização no Brasil na ótica da exclusão. In: Marchesi, A.; Gil, C.H. et al . Fracasso Escolar uma perspectiva multicultural. Porto Alegre: Artmed, 2004.
FRELLER, C. C. Histórias de indisciplina escolar. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2002.
FREUD Sigmund. Cinco Lições. São Paulo: Ed Abril. 1978. Coleção Os Pensadores .
HELLER, Agnes. O cotidiano e a História. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.
__________. La Revolución cotidiana. Barcelona: Peninsula, 1998.
LEITE, Dante. M. Educação e relações interpessoais. In: Patto, M.H.S. Introdução à Psicologia escolar. São Paulo: T.A. Queiróz, 1982.
LEITE, L.B. (org.). Piaget e a escola de Genebra. São Paulo: Cortez, 1987.
MACEDO, L. A questão da inteligência: todos podem aprender? In: Oliveira, M. K; Souza, D.T.R; Rego, T.C. Psicologia, Educação e as temáticas da vida contemporânea. São Paulo: Moderna, 2008
PATTO, Maria Helena Souza. A produção do fracasso escolar. São Paulo: T. A. Queiróz, 1990. cap. 6 - Quatro historias de (re)provação.
__________. Para uma crítica da razão psicométrica. Psicologia USP, Vol 8, nº 1, pp 47-62, 1997.
___________. Psicologia e Ideologia. São Paulo: T. A. Queiróz, edt.1984. Item 3: um exemplo concreto: a Psicologia Escolar
PIAGET, J. Coleção História da Pedagogia – Número 1, Jean Piaget. Publicação especial da Revista Educação. Editora Segmento, 2010.
________. Psicologia e pedagogia. São Paulo: E.P.U,1978.
ROCKWELL, E. La experiencia etnográfica. Historia y cultura en los procesos educativos. Paidós: Buenos Aires, 2009. Cap. 1 La relevancia de la etnografia, p. 17-39
SAWAYA, S.M. Alfabetização e fracasso escolar: problematizando alguns pressupostos da concepção construtivista. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.26, n.1, p.67-81, jan/jun. 2000.
SOUZA, Denise Trento Rebello. Entendendo um pouco mais sobre o sucesso (e fracasso)
escolar: ou sobre os acordos de trabalho entre professores e alunos. In: AQUINO, Júlio Groppa (org). Autoridade e autonomia na escola: alternativas teóricas e práticas. Summus, 1999.
__________A formação contínua de professores como estratégia fundamental para a melhoria da qualidade do ensino: uma reflexão crítica. ? In: OLIVEIRA, M. K; SOUZA, D.T.R; REGO, T.C. Psicologia, Educação e as temáticas da vida contemporânea. São Paulo:. Moderna, 2008
___________Formação continuada de professores e fracasso escolar: problematizando o argumento da incompetência. Educação e Pesquisa, 2006 v. 32, no 3, 2006.
SPOSITO, M. P. A instituição escolar e a violência. In: CARVALHO, J.S. (org.) Educação, Cidadania e Direitos Humanos. Petrópolis:Vozes, p.161-189.
VASCONCELOS, M.S. A difusão das ideias de Piaget no Brasil. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1996.
VIGOTSKI, L. Coleção História da Pedagogia – Número 2, Lev Vigotski. Publicação especial da Revista Educação, Editora Segmento, 2010
ZAGO, Nadir. A entrevista e seu processo de construção: reflexões com base na experiência prática. In: ZAGO, N. Carvalho, M.P. Vilela, R. A. (orgs). Itinerários de pesquisa. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.
 

Clique para consultar os requisitos para EDF0296

Clique para consultar o oferecimento para EDF0296

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP