Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Antropologia
 
Disciplina: FLA0348 - Interpretações do Brasil: Antropologia e Matrizes Literárias
Interpretations of Brazil: Anthropology and literary roots

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2011 Desativação:

Objetivos
O propósito central do curso é percorrer algumas vertentes de nossa produção intelectual a partir de um eixo central - a conexão entre literatura e “ciências sociais” -, tendo como parâmetro temporal o período compreendido entre as décadas de 30 e 50 do século XX. Tal eixo será enfrentado de duas perspectivas: a análise da produção antropológica e o exame dos campos intelectual e artístico.
A inspiração primeira do recorte estabelecido deve-se à formulação de Antonio Candido, em Literatura e sociedade, quando afirma que os “decênios de 20 e 30 ficarão em nossa história intelectual como a harmoniosa convivência e troca de serviços entre literatura e estudos sociais”. Diante disso, trata-se, num primeiro momento, de olhar para o caráter e os frutos dessa “troca de serviços”, por meio de autores seminais do período – Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de Holanda, por exemplo -, pensando mais precisamente a relação entre modernismo e produção “sociológica” entre nós. Num segundo momento, o objetivo é refletir sobre a produção universitária e sobre a redefinição da relação entre literatura e ciências sociais, com o auxílio dos trabalhos de Florestan Fernandes, Antonio Candido, Roger Bastide, entre outros.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2091991 - Fernanda Arêas Peixoto
 
Programa Resumido
 
 
 
Programa
1. Os anos 30 e a produção cultural: os “retratos do Brasil” 2. A questão nacional e os regionalismos 3. Antropologia e sociologia: consonâncias e divergências de percursos 4. Criação da Universidade e especialização do trabalho intelectual: Universidade de São Paulo e Escola de Sociologia e Política 5. São Paulo como laboratório de pesquisa/ os estudos de comunidade 6. As ciências sociais e os desdobramentos do legado modernista
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas, seminários, vídeos e filmes.
Critério
seminários e atividades escritas dentro e fora de sala de aula.
Norma de Recuperação
Provas e trabalhos individuais.
 
Bibliografia
     
CANDIDO, Antonio. “Literatura e cultura de 1900 a 1945”, Literatura e sociedade, São Paulo, Editora Nacional, 1985
______________. “A revolução de 30 e a cultura” In: A educação pela noite, São Paulo, Ática
______________.[1964] Os parceiros do Rio Bonito, São Paulo, Duas Cidades/ Editora 34, 2001, 9a edição
CARDOSO, Irene. A universidade da comunhão paulista, São Paulo, Cortez, 1982
CORRÊA, Mariza. “Traficantes do excêntrico: os antropólogos no Brasil dos anos 30 aos anos 60”, Revista Brasileira de Ciências Sociais, n. 6, vol. 3, fev. de 1988
D’ANDREA, Moema Selma. A tradição (re) descoberta. Gilberto Freyre e a literatura regionalista, Campinas, Editora da Unicamp, 1992
DE LORENZO, Helena C. & Costa, Wilma Peres (org). A década de 20 e as origens do Brasil moderno, São Paulo, Editora da UNESP/ FAPESP, 1997
FERNANDES, Florestan. [1952] A função social da guerra na sociedade Tupinambá, São Paulo, Pioneira, 1970, 2a edição
_________________. [1958] A etnologia e a sociologia no Brasil, Petrópolis, Vozes, 1975
________________.[1961] Folclore e mudança social na cidade de São Paulo, Petrópolis, Vozes, 1979, 2a edição
FREYRE, Gilberto. [1933] Casa-grande e senzala, Rio de Janeiro, José Olympio, 1980, 20a edição
_____________. [1936] Sobrados e mucambos, Rio de Janeiro, José Olympio, 1981, 6a edição, 2 vols.
GEIGER, Amir. Uma antropologia sem métier, primitivismo e crítica cultural no modernismo brasileiro, Tese de doutorado, PPGAS/ Museu Nacional,1999
HOLANDA, Sérgio Buarque. [1936] Raízes do Brasil, Rio de Janeiro, 1979, 13a edição
JACKSON, Luiz Carlos. A tradição esquecida. Os parceiros do Rio Bonito e a sociologia de Antonio Candido, São Paulo/Belo Horizonte, FAPESP/ UFMG, 2002
JOHNSON, Randal. “A dinâmica do campo literário brasileiro, 1930-1945”, Revista da USP, São Paulo,n. 26, jun.-ago, 1995
LEPENIES, Wolf. As três culturas. São Paulo, EDUSP, 1996
LOPEZ, Telê Porto A . Mário de Andrade: ramais e caminhos, São Paulo, Duas Cidades, 1972
MICELI, Sérgio (org). História das ciências socais no Brasil (1930-1960), v. 1, São Paulo, Vértice/ IDESP, 1989
___________(org). História das ciências sociais no Brasil, v. 2, São Paulo, Sumaré, 1995
PEIXOTO, Fernanda Arêas. Diálogos brasileiros: uma análise da obra de Roger Bastide, São Paulo, EDUSP/ FAPESP, 2000
PONTES, Heloisa. Destinos mistos. Os críticos do grupo Clima em São Paulo, 1940-1968, São Paulo, Cia. das Letras, 1998
SCHWARTZMAN, Simon et alli. Tempos de Capanema, Rio de Janeiro, Paz e Terra/ São Paulo/ Edusp, 1984
SEVCENKO, Nicolau. Orfeu extático na metrópole – São Paulo, sociedade e cultura nos frementes anos 20, São Paulo, Cia. das Letras, 1992
VILHENA, Luís Rodolfo. Projeto e missão, o movimento folclórico brasileiro, 1947 – 1964, Rio de Janeiro, FUNARTE/ FGV, 1997
WILLIAMS, Raymond. O campo e a cidade, São Paulo, Cia. das Letras, 2000
__________________. “The Bloomsbury fraction” In: Problems in materialism and culture, Londres, Verso, 1982
 

Clique para consultar os requisitos para FLA0348

Clique para consultar o oferecimento para FLA0348

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP