Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Antropologia
 
Disciplina: FLA0371 - Tópicos de Antropologia da Política e do Direito
Topics in Anthropology of politics and law

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2011 Desativação:

Objetivos
Apresentação aos alunos de graduação de temas, metodologias e desenvolvimentos teóricos clássicos e recentes dessas duas áreas de estudo. Discussão de reflexões, no âmbito do Direito e da Política, que fundamentaram a constituição da antropologia como ciência. O curso deve sublinhar persistências de pressupostos relativos aos dois domínios, tanto quanto as descontinuidades constituídas a partir de suas críticas e da incorporação de novos objetos de análise.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
5008136 - Ana Claudia Duarte Rocha Marques
139547 - Ana Lúcia Pastore Schritzmeyer
 
Programa Resumido
.
 
 
 
Programa
O normativo como objeto de análise social; a lei e o Estado como princípio de inteligibilidade do fenômeno político e jurídico no pensamento antropológico; crítica à política e às arenas judiciais como domínios substantivos da vida social; proposição da precedência analítica do conflito em relação à ordem.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas, seminários, leituras orientadas, exercícios.
Critério
Participação nas aulas e seminários, realização de prova relativa a todo o programa.
Norma de Recuperação
prova referente a todo o conteúdo do curso.
 
Bibliografia
     
BOHANNAN, Paul — “Etnografia e comparação em antropologia do direito” In DAVIS, Shelton H. (org.) — Antropologia do Direito. Rio de Janeiro: Zahar, 1973 (p. 101-123).

DAVIS, Shelton H. (org.) — “Introdução” In Antropologia do Direito. Rio de Janeiro: Zahar, 1973 (p.9-24).

FOUCAULT, Michel – La verdad y las formas juridicas. Barcelona: Gedisa. 1980

KUPPE, René e POTZ, Richard – “La antropología del derecho: perspectivas de su pasado, presente y futuro” In Antropología Jurídica. Ciudad de México: Universidad Nacional Autónoma de México, 1995.

MALINOWSKI, Bronislaw — Crime e costume na sociedade selvagem. Brasília/ São Paulo: Ed. UnB/ Imprensa Oficial do Estado, 2003

MAUSS, Marcel — “Ensaio sobre a dádiva. Forma e razão da troca nas sociedades arcaicas” In Sociologia e Antropologia. São Paulo: Cosac & Naify, 2003 (“Introdução”, “I” e “Conclusão” – pg. 183 a 210 + 294 a 314).

¬ROULAND, Norbert – Anthropologie juridique. Paris: PUF, 1988.

ROULAND, Norbert – Nos confins do direito: antropologia jurídica da modernidade. São Paulo: Martins Fontes, 2008 (p. 69-74).

CLASTRES, Pierre. 2003 [1974]. A Sociedade contra o Estado. São Paulo: Cosac & Naify.Pp: 45-62.

CLASTRES, Pierre. 2004. Arqueologia da Violência. São Paulo: Cosac & Naify.Pp: 231-270.

FORTES, M. EVANS-PRITCHARD, E. E. (Org.) 1981 [1940]. Sistemas Políticos Africanos. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.

GEERTZ, Clifford. 1991 [1980]. Negara: o Estado Teatro no Século XIX. Lisboa: Difel.

HARDT, Michael & Negri, Toni. 2000. Império. Rio de Janeiro: Record.

____. 2004. Multidão. Rio de Janeiro: Record.

LEACH, Edmund. 1995 [1954]. Sistemas Políticos da Alta Birmânia. São Paulo: EDUSP.

MAINE, Henry Sumner. [1861]. 1986. Ancient Law, its connection with thwe early history of society and its relation to modern ideas Tucson : University of Arizona Press, c. 1986

VERNANT, Jean-Pierre. 1986. As Origens do Pensamento Grego. São Paulo: Difel.Cap.6 (p. 58-72).

____. 2008. [1988]. Mito e Pensamento entre os Gregos. Rio de Janeiro: Paz e Terra. PP. 285-310.

VEYNE, Paul. 1984. “Os gregos conheceram a democracia?”.Diógenes, n. 6. PP. 57-82.
 

Clique para consultar os requisitos para FLA0371

Clique para consultar o oferecimento para FLA0371

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP