Informações da Disciplina

Júpiter - Sistema de Graduação

Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
 
Ciências Biológicas
 
Disciplina: LCB0672 - Ecologia e Manejo de Vertebrados
Ecology and Management of Vertebrates

Créditos Aula: 5
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 105 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2010 Desativação: 31/12/2012

Objetivos
Ministrar aos estudantes os princípios básicos sobre a ecologia animal e a conservação da biodiversidade para que possam, como futuros biólogos, engenheiros agrônomos e florestais, atuar nas seguintes atividades: 1) avaliação e minimização do impacto das diversas formas de atividade agrícola (i. e., produção vegetal, produção animal e silvicultura) na distribuição e abundância de espécies da fauna silvestre; 2) avaliação e minimização do impacto de espécies danosas da fauna silvestre às diversas formas de atividade agrícola; e, 3) desenvolvimento e implementação de sistemas de uso racional de espécies da fauna silvestre com potencial econômico.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1097780 - Luciano Martins Verdade
 
Programa Resumido
Populações, espécies e evolução; Adaptação; Ecologia comportamental I: sistemas de acasalamento e cuidado parental; Ecologia comportamental II: padrões de dispersão e uso do espaço; Métodos de levantamentos de fauna I: planejamento e princípios de amostragem; Métodos de levantamentos de fauna II: anfíbios e répteis; Métodos de levantamentos de fauna III: aves e mamíferos; Ecologia de populações: parâmetros e estatísticas vitais; Abordagem experimental em ecologia aplicada; Manejo de espécies ameaçadas: populações pequenas x populações em declínio; Manejo de espécies econômicas; Manejo de espécies danosas; Doenças de animais silvestres.
 
 
 
Programa
Populações, espécies e evolução; Adaptação; Ecologia comportamental: sistemas de acasalamento, cuidado parental, padrões de dispersão e uso do espaço; Métodos de levantamentos de fauna: planejamento e princípios de amostragem; Ecologia de populações: parâmetros e estatísticas vitais; Abordagem experimental em ecologia aplicada; Manejo de fauna; Doenças de animais silvestres
 
 
 
Avaliação
     
Método
Os seguintes itens serão empregados na avaliação da aprendizagem:
Provas semanais não-cumulativas (PS)
Trabalho de pesquisa (TP)
Participação nas discussões em classe (PC)
Critério
Média final (MF) = 0,4 (média das 70% melhores PS) + 0,4 TP + 0,2 PC
Norma de Recuperação
O sistema de recuperação constará de uma prova cumulativa sobre toda a matéria lecionada no semestre.
 
Bibliografia
     
Mayr, E. 1970 [1963]. Populações, Espécies e Evolução. Edusp, São Paulo, Brasil. (Cap. 2. Os conceitos de espécie e sua aplicação. p.11-21)
Mayr, E. 1970 [1963]. Populações, Espécies e Evolução. Edusp, São Paulo, Brasil. (Cap.5. Mecanismos de isolamento. p.59-73)
Futuyma, D.J. 1986. Evolutionary Biology. 2nd ed. Sinauer Associates. Sunderland. Massachusetts, USA. (Cap. 9. Adaptation. p.250-284).
Frankham, R. & J. Kingsolver. 2004. Responses to environmental change: adaptation or extinction. p.85-100. In: Ferrière, R., U. Dieckmann & D. Couvet [Eds.]. Evolutionary Conservation Biology. Cambridge University Press. Cambridge, U.K.
Krebs, J.R. & N.B. Davies. 1996[1993]. Introdução à Ecologia Comportamental. Atheneu Editora. São Paulo, Brasil (Cap.9. Cuidado parental e sistemas de acasalamento. p.208-243).
Sinclair, A.R.E., J.M. Fryxell & G. Caughley. 2006[1994]. Wildlife Ecology and Management. 2nd ed., Blackwell Scientific Publications, Malden, MA. USA. (Cap. 7. Dispersal, dispersion and distribution. p.90-108).
Garshelis, D.L. 2000. Delusions in habitat evaluation: measuring use, selection, and importance. p.111-164. In: Boitani, L. & T.K. Fuller [Eds.]. Research Techniques in Animal Ecology: Controversies and Consequences. Columbia University Press. New York.
Sutherland, W.J. 2006[1996]. Planning a research programme. p.1-10. In: Sutherland, W.J. [Ed.]. Ecological Census Techniques: a handbook. 2nd ed. Cambridge University Press. Cambridge, U.K.
Greenwood, J.J.D. & R.A. Robinson. 2006[1996]. Principles of sampling. p.11-86. In: Sutherland, W.J. [Ed.]. Ecological Census Techniques: a handbook. 2nd ed. Cambridge University Press. Cambridge, U.K.
Halliday, T.R. 2006[1996]. Amphibians. p.278-296. In: Sutherland, W.J. [Ed.]. Ecological Census Techniques: a handbook. 2nd ed. Cambridge University Press. Cambridge, U.K.
Blomberg, S. & R. Shine. 2006[1996]. Reptiles. p.297-307. In: Sutherland, W.J. [Ed.]. Ecological Census Techniques: a handbook. 2nd ed. Cambridge University Press. Cambridge, U.K.
Gibbons, D.W. & R.D. Gregory. 2006[1996]. Birds. p.308-350. In: Sutherland, W.J. [Ed.]. Ecological Census Techniques: a handbook. 2nd ed. Cambridge University Press. Cambridge, U.K.
Krebs, C.J. 2006[1996]. Mammals. p.351-369. In: Sutherland, W.J. [Ed.]. Ecological Census Techniques: a handbook. 2nd ed. Cambridge University Press. Cambridge, U.K.
Krebs, C.J. 2001. Ecology: The Experimental Analysis of Distribution and Abundance. 5th ed. Harper Collins. New York. (Capítulo 9. Population parameters. p.116-132).
Krebs, C.J. 2001. Ecology: The Experimental Analysis of Distribution and Abundance. 5th ed. Harper Collins. New York. (Capítulo 10. Demographic techniques: vital statistics. p.133-156).
Sinclair, A.R.E., J.M. Fryxell & G. Caughley. 2006[1994]. Wildlife Ecology and Management. 2nd ed., Blackwell Scientific Publications, Malden, MA. USA. (Cap. 1. Introduction. p.1-8)
Magnusson, W.E. & G. Mourão. 2003. Estatística sem Matemática. Editora Planta. Londrina, PR, Brasil. (Cap. 2. Fluxogramas e questões científicas. p.14-24)
Sinclair, A.R.E., J.M. Fryxell & G. Caughley. 2006[1994]. Wildlife Ecology and Management. 2nd ed., Blackwell Scientific Publications, Malden, MA. USA. (Cap. 16. Experimental management. p.268-288)
Sinclair, A.R.E., J.M. Fryxell & G. Caughley. 2006[1994]. Wildlife Ecology and Management. 2nd ed., Blackwell Scientific Publications, Malden, MA. USA. (Cap. 17. Conservation in theory. p.289-311)
Sinclair, A.R.E., J.M. Fryxell & G. Caughley. 2006[1994]. Wildlife Ecology and Management. 2nd ed., Blackwell Scientific Publications, Malden, MA. USA. (Cap. 18. Conservation in practice. pp.312-334)
Sinclair, A.R.E., J.M. Fryxell & G. Caughley. 2006[1994]. Wildlife Ecology and Management. 2nd ed., Blackwell Scientific Publications, Malden, MA. USA. (Cap. 19. Wildlife harvesting. p.335-354)
Verdade, L.V. 2004. A exploração da fauna silvestre no Brasil: jacarés, sistemas e recursos humanos. Biota Neotropica 4(2):12pp.
Cavalcanti, S.M.C. 2003. Manejo e controle de danos causados por espécies da fauna. p.203-242. n: Cullen, L., Jr., R. Rudran & C.B. Valladares-Padua [Eds.]. Métodos de Estudos em Biologia da Conservação e Manejo de Vida Silvestre. Editora da UFPR. Curitiba, PR, Brasil.
Sinclair, A.R.E. 1979. Dynamics of the Serengeti ecosystem: process and pattern. pp.1-30. In: Sinclair, A.R.E. and M. Norton-Griffiths [Eds.]. Serengeti: Dynamics of an Ecosystem. The University of Chicago Press, Chicago.
Grenfel, B.T., W. Amos, P. Arneberg, O.N. Bjornstad, J.V. Greenman, J. Hardwood, P. Lanfranchi, A.R. McLean, R.A. Norman, A.F. Read & A. Skorping. 2002. Visions for future research in wildlife epidemiology. p.151-164. In: Hudson, P.J., A. Rizzoli, B.T. Grenfel, H. Heesterbeek & A.P. Dobson [Eds.]. The Ecology of Widllife Diseases. Oxford University Press. Oxford, U.K.
 

Clique para consultar os requisitos para LCB0672

Clique para consultar o oferecimento para LCB0672

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP